A nudez é natural e sadia

Muitas pessoas foram ensinadas que a nudez é imoral e que não devemos nunca permitir que outros vejam nossos corpos como ele realmente é. É permitido divertir com roupas provocantes, ou ir à praia com uma peça pequena, mas não se deve mostrar a beleza natural do nosso corpo, principalmente os órgãos genitais ou as mamas das mulheres. Este sentimento de vergonha não é inato: é aprendido. Os bebês não têm vergonha e também não tinham muitos dos primeiros cristãos dos tempos bíblicos. Felizmente hoje há também um movimento naturista em crescimento muito rápido, que aprendeu: “A nudez não é indecente”.
O nudismo promove um saudável respeito e confiança um com o outro e depois de alguns minutos de desconforto, quando expostos a essa experiência, torna-se muito menos sexual e mais naturalmente agradável. A nudez pode ser sexual, quando as pessoas consentem e desejam que assim seja e em contextos adequados, mas não necessariamente a nudez termina no ato sexual. Podemos aprender a respeitar uns aos outros,  tendo sensibilidade e interesse em comunicarmos um com outro.
O naturismo é comumente aceito em grande parte da Europa, onde foi demonstrado que as atitudes sexuais são muito mais saudáveis, com menos abuso sexual e violência. As mulheres europeias vem para as praias da América e não entendem porque precisam usar tops. Este é um sinal da nossa imaturidade. Os locais onde a roupa é opcional são vistos com respeito e a nudez é confortável e natural. Mas a Igreja ensina que é vergonhoso e anti-bíblico.
Muitas mulheres temem que sua nudez pode ser confundida com “estar disponível”. Muitos homens tem a preocupação que a nudez possa se tornar excessivamente estimulante. No entanto, estes receios são principalmente os temores da imaginação, e não o que ocorre na experiência real. Os homens muitas vezes imaginam o nudismo como algo sexual, mas se decepcionam quando percebem que não é. As mulheres muitas vezes relutam em se envolver com naturismo pelas mesmas razões que atraem os homens: sexual.  
Mas com frequência as mulheres são as que mais apoiam o naturismo, quando percebem que tem mais a ver com a abertura, honestidade e liberdade – e não com o cunho sexual.
Porém, no meio naturista existem muitos grupos que vão às praias de forma  “não naturista”, que é a posição politicamente correta. Acreditamos que a sexualidade discreta pode ser combinada com a nudez de forma saudável, desde que haja interesse mútuo. No entanto, o foco principal do naturismo não deve ser sexual, mas a sexualidade não deve ser ignorada.
 
Tradução realizada pelo blog “Cristã, sim; gostosa e liberal, também!”, a partir de: Liberated Christians - http://www.libchrist.com/nudity/contents.html
 
Flag Counter
 
Comments